0

Seu carrinho está vazio

Light In The Attic

PACIFIC BREEZE 2: JAPANESE CITY POP, AOR & BOOGIE 1972-1986 - v/a (2LP, colorido, importado, novo, lacrado)

ou até 12x de r$ 26,61


↳ Segundo volume muito bem-vindo desta incrível coletânea de City Pop!

Estado: NOVO
Formato: 2xLP colorido
Ano de prensagem: 2020
País de prensagem: EUA
Condição Capa/Disco: S / S (?)


  • Com "Pacific Breeze 2: Japanese City Pop, AOR & Boogie 1972-1986" nos aprofundamos nos sons da bubble-era. Do funk proto-City Pop de Bread & Butter e Eiichi Ohtaki aos favoritos dos crate-diggers Eri Ohno e Piper, a última entrada na série de arquivos japoneses do Light In The Attic traz outro conjunto de músicas muito procuradas, a maioria das quais nunca antes esteve disponível fora do Japão.

    RELEASE

    Quando Light In The Attic lançou Pacific Breeze: Japanese City Pop, AOR & Boogie 1976-1986 em 2019, foi a primeira coleção desse tipo a ser lançada fora do Japão. Provou ser exatamente o que os fãs de música estavam esperando — uma coletânea de faixas cobiçadas que eram quase impossíveis de obter, a menos que você estivesse bem relacionado com revendedores e colecionadores ou viajasse regularmente para inúmeras lojas de discos no Japão. Pacific Breeze incluiu Minako Yoshida, Taeko Ohnuki, Hiroshi Sato e Haruomi Hosono entre outros atores importantes do City Pop japonês dos anos 70-80, o gênero nebuloso que englobava um “amálgama de AOR, R&B, jazz fusion, funk, boogie e disco, tudo um pouco tonto de euforia tropical”, como descrevemos na primeira vez.

    Tomoko Aran e Anri, também incluídos nesta compilação, são apenas alguns dos artistas que ganharam popularidade nos últimos anos graças ao Vaporwave, o gênero meme que utiliza fortemente samples do City Pop japonês para criar sua estética particular.

    Pacific Breeze 2 mais uma vez apresenta a arte do renomado ilustrador Hiroshi Nagai, de Tóquio, cujas imagens icônicas da vida em resorts se tornaram sinônimo de City Pop. As imagens tropicais urbanas de Nagai combinam perfeitamente com as músicas cuidadosamente selecionadas, evocando um certo sentimento de nostalgia pelos estilos de vida de lazer da Tóquio dos anos 70 e 80, ao mesmo tempo que estão perfeitamente em sintonia com o zeitgeist atual.

  • Utilizamos uma classificação baseada nos padrões internacionais Goldmine e Record Collector Grading Systems. É o código universal para descrever precisamente a condição de um disco.

    S • Sealed / Lacrado
    O disco e a capa estão novos e ainda lacrados.

    N • New / Novo
    O disco e a capa estão novos, nunca tocados, porém não lacrados.

    M • Mint / Estado de novo
    O disco está em estado novo, absolutamente perfeito.
    Capa e documentos adicionais como encarte, folheto ou cartaz estão em perfeitas condições.

    NM • Near Mint / Quase Novo
    Descreve um disco quase novo, esta graduação é utilizada para discos que aparecem praticamente impecável, mas não perfeito. Uma marca superficial muito pequena pode aparecer no disco. No entanto, o disco deve tocar sem qualquer ruído sobre o defeito, a qual deve ser muito difícil de detectar.
    A capa fica perto de perfeita, nova, com apenas mínimos sinais de desgaste. Marcas menores na capa (devido à borda externa do disco que ficou dentro) ficam aceitável, porém a arte da capa deve ser tão perto da perfeição quanto possível.

    EX • Excellent / Excelente
    O disco mostra alguns sinais de ter sido tocado, mas há muito pouca atenuação na qualidade do som.
    A capa e a embalagem pode ter um ligeiro desgaste mas um excelente aspecto geral.

    VG+ • Very Good Plus / Muito Bom Plus
    A condição mais comum para os discos. O disco foi tocado algumas vezes, mas não exibe grande deterioração na qualidade do som, sem desgaste, apesar de leves e ocasionais marcas superficiais.
    A capa tem alguma imperfeição de manipulação como uso e desgaste normal, etiqueta de preço, marcas leve de vinco, … A capa também pode ser em perfeita condição, porem com um selo de DJ ou de cópia promocional, ou com um corte no canto.

    VG • Very Good / Muito Bom
    Capa que sofreu de dobrar, deformação de lombada, descoloração... Agora os sinais da idade e manuseio estão começando a aparecer. Você pode notar algum desgaste na superfície, há algum ruído e estalos. O disco pode ficar levemente empenado. Na dúvida, caso não tem uma descrição clara da condição no qual se encontra o disco, pode ser bom perguntar mais detalhes ao vendedor.

    VG- • Very Good Minus / Muito Bom Menos
    Os sinais da idade e manuseio estão muito presente. O disco apresenta desgaste na superfície, fica arranhado e toca com ruídos e estalos. O disco pode ficar levemente empenado e pode pular. Na dúvida, caso não tem uma descrição clara da condição no qual se encontra o disco, pode ser bom perguntar mais detalhes ao vendedor.
    Capa com muita marcas de idade e manuseio, deformação de lombada, descoloração...

    G • Good / Bom
    O disco foi tocado tanto que a qualidade do som foi visivelmente deteriorado, ruídos permanente, distorção e arranhões. Pode pular em vários momentos. A capa e os conteúdos podem ser rasgado, manchado e/ou apagado, também pode haver alguma escrita nela.

    B • Bad / Ruim
    O disco não toca corretamente devido a arranhões, ruídos ruims, pulos, etc ... A menos que seja algo muito raro não vale a pena escutar um disco nesta condição.
    A capa e os conteúdos são bastante danificados ou parcialmente ausentes.

    NA • Not Applicable / Não Aplicável
    Não tem disco, esta faltando.
    Não tem capa e/ou o disco se encontra numa capa branca, sem informação nenhuma.