0

Seu carrinho está vazio

Goma Gringa

QUEBRANTE • gg7-002

Mistura fervente de Groove, de Funk, de Rap e de Dub, chegou o disco de estreia de Quebrante!

Esse primeiro compacto apresenta 2 faixas com participações de Mzézung (baixo e voz), Will Robson (programação, voz e scratches), Marcelo Cabral (guitarra, teclado, synths e programação), Thiago França (saxofone), Dani Nega (voz), Stefanie Roberta (voz), Sergio Rezende (bateria), Daniel 'DvBz' Bozzio (programação) e Rômulo Nardes (percussão).

A capa é assinada por Julien Sappa (Regular Switch) e impressa com a técnica artisanal LetterPress realizada no Estúdio Carimbo.

Orgulhosamente, a Goma Gringa lança com exclusividade esse disco numa edição limitada de 300 cópias.

OUÇA

FICHA TÉCNICA

[Lado A]  NÃO PISA NA BOLA
com:
DANI NEGA - Voz
STEFANIE ROBERTA - Voz
MZÉZUNG - Baixo
WILL ROBSON - Programação e Scratches
MARCELO CABRAL - Guitarra
THIAGO FRANÇA - Saxofone
SERGIO REZENDE - bateria
Produzido por Matthieu Hébrarde Will Robson.
Gravado e Mixado por Daniel Bozzio [DvBz] no estúdio Fine Tunning.
Masterizado por Felipe Tichauer no estúdio Red Traxx Music.

[Lado B]  WESTERN
com:
DANI NEGA - Voz
MZÉZUNG - Voz, Baixo
WILL ROBSON - Programação, Voz e Scratches
MARCELO CABRAL - Guitarra, Teclado, Synths e Programação
DANIEL BOZZIO - Programação
THIAGO FRANÇA - Saxofone e Flauta
RÔMULO NARDES - bateria
Produzido por Daniel Bozzio [DvBz]e Marcelo Cabral.
Gravado por Daniel Bozzio [DvBz] no estúdio Fine Tunning.
Mixado por Daniel Bozzio [DvBz] e Marcelo Cabral no estúdio Fine Tunning.
Masterizado por Felipe Tichauer no estúdio Red Traxx Music.

Artwork por Julien Sappa (RegularSwitch.com.br)
Produção Gráfica por Frederic Thiphagne

QUEBRANTE, DUO COLABORATIVO

Mais que uma banda, Quebrante é um conceito, uma experiência.

Idealizada em 2002 pelo músico parisiense Matthieu Hébrard e o dj paulistano Will Robson, a dupla é o núcleo da banda cuja formação esta em constante movimento, feito de encontros musicais diversos, concretizados no estudio durante as gravações.

O processo de criação do Quebrante tem como ponto de partida a realização de uma batida, numa linha hiphop, por Will. Batida na qual Matthieu vem dinamizar os graves tocando contrabaixo, sem pretensão, num fraseado simples ligado ao Funk e ao Dub. Loops, teclados, efeitos, scratchs e outros arranjos são addicionados até consolidar uma faixa que servirá de base para colaborações e intervenções músicais futuras.

De la vai a vida, e os seus encontros. Amigos músicos, cantores, amigos de amigos... a base fica tocando para quem quer ouvir e, a porta aberta para quem sente o suficiente de afinidade para participar do projeto colectivo.

Ensaios, sessões de estudio, mais encontros, mais sessões, passo a passo, nota a nota, a escada criativa é subida, cada um trazendo uma pedra na construção de um projeto cada vez mais rico. Não tem direções fechadas, os músicos convidados ficam livres nas próprias interpretações pois o objetivo é de abrir novas perspectivas musicais.

Assim, a cada ínicio de sessão fica apenas uma pergunta excitante no mente da nossa dupla: o que vai sair?

O resultado é uma mistura fervente de antigo e de novo, de sonoridades e de influências tão variadas quanto as intervenções dos convidados.

É nesse resultado que existe Quebrante! Quando de um núcleo de duas pessoas nasce uma colaboração criativa e musical de seis, sete ou oito pessoas que, além de tocar uma música genuína, formam uma verdadeira banda! Banda efêmera, sim, mas uma banda!

A CAPA

• Assinada por Julien Sappa (Regular Switch).
• Impressa com a técnica artisanal LetterPress realizada no Estúdio Carimbo.
• Impressão 1 cor Pantone sobre papel especial reciclado
• Edição limitada de 300 cópias.
• Formato especial da capaque, dobrada, forma uma capa e, ao desdobrar, vira um cartaz A3.