To our customers abroad Brazil, please note that you can set the site in English and in your own currency. Check the menu below.

0

Seu carrinho está vazio

Goma Gringa

10" SAMBAS DO ABSURDO - Rodrigo Campos, Gui Amabis, Juçara Marçal

Inspirados por O Mito de Sísifo, de Albert Camus, os Sambas do Absurdo versam livremente sobre o encontro com o Absurdo, apresentado no livro como o divórcio do indivíduo com a própria a vida.

Segundo Camus, a única questão filosófica que importa é o suicídio, e quando encontramos o Absurdo, que seria, em suma, a falta de sentido da vida, temos duas opções: ou nos suicidamos ou aprendemos a viver uma vida absurda.

Os sambas, parcerias de Rodrigo Campos (música) e Nuno Ramos (letra), são apresentados por três artistas, que assinam o álbum: Gui Amabis, Juçara Marçal e o próprio Rodrigo.

A proposta estética dos Sambas do Absurdo tem no cerne a quebra de alguns alicerces do samba enquanto gênero. Essa quebra oferece, consequentemente, um samba obscuro, dissolvido, vertiginoso – pisamos num terreno pantanoso, e talvez essa sensação se pareça mesmo com o Absurdo.

Juçara canta, Rodrigo toca violão e cavaco e Gui arranja, fazendo valer seus recursos de produtor e sua maneira peculiar de samplear.

OUÇA

FICHA TÉCNICA

A1. #8  3:09
A2. #7  2:32
A3. #6  3:24
A4. #5  2:38

B1. #4  3:15
B2. #3  3:09
B3. #2  3:18
B4. #1  2:48

RODRIGO CAMPOS músicas
NUNO RAMOS letras

com
JUÇARA MARÇAL voz
RODRIGO CAMPOS violão, cavaco, guitarra e voz
GUI AMABIS teclado, programações e voz

Direção artistica: Juçara Marçal e Rodrigo Campos
Produção musical: Gui Amabis
Gravado, mixado e masterizado por Carlos “Cacá” Lima na YB Music
Assistente de gravação: João Rizk
Produção Executiva: Pamela Leme (Agência Alavanca)
Obra ‘Vai, Vai’ de Nuno Ramos, exposta no Instituto Tomie Ohtake em São Paulo entre Fevereiro e Abril de 2006
Design gráfico: Julio Dui
Produção Gráfica: Frederic Thiphagne
Fotos: Eduardo Ortega

O DISCO E A CAPA

• Edição especial DeLuxo de 500 cópias produzida em parceria com a banda;
• Disco de 10 polegadas transparente importado, prensado na França por MPO;
• A capa é um modelo exclusivo desenhado especialmente para este lançamento;
• A foto, assinada por Nuno Ramos, é uma fotografia da obra ‘Vai, Vai’ exposta no Instituto Tomie Ohtake em São Paulo entre Fevereiro e Abril de 2006;
• Capa: Papelão Cinza e papelão Couro empastado, a frente inclui uma foto empastada e impressa em 4x0 sobre papel off-set alta-alvura e laminada brilho, o recto inclui um baixo relevo;
• Rótulos: Carimbados a mão;
• Capinha interna: Carimbada a mão;
• Encarte: Impressão 4x0, tinta escala papel offset alta-alvura.



Newsletter

CONTATO